Destinos famosos no Halloween - Blog 123Milhas
Destinos famosos no Halloween

Destinos famosos no Halloween

31 de outubro de 2021

O Dia das Bruxas, mais conhecido como Halloween, é uma festa celebrada no dia 31 de outubro, em várias partes do mundo. É a data mais assustadora do ano, representada por fantasmas, casas mal assombradas, lendas e bruxas! Assim como alguns lugares são famosos pelas festas de Natal ou Carnaval, pode apostar que o turismo “do medo” também marca presença. Então, vem com a gente conhecer destinos famosos no Halloween!

 

A tradição

 

Acredita-se que o Halloween surgiu com o povo celta há mais de 2500 anos. Eles acreditavam que, em 31 de outubro, os espíritos saíam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos! Para espantar as assombrações, as pessoas decoravam suas casas com objetos assustadores, como caveiras e ossos. 

 

Com o passar dos séculos, as crenças foram mudando, mas a data se incorporou às tradições de cada época. É muito popular nos países de língua inglesa, sobretudo nos Estados Unidos. Por lá, é muito comum que as pessoas decorem suas casas com objetos assustadores e a criançada fantasiada perambula pela vizinhança gritando “gostosuras ou travessuras”.

 

 

É uma festa recente no Brasil, que chegou principalmente pela influência dos filmes e seriados norte-americanos. A tradição de pedir guloseimas e de se fantasiar é bem conhecida, mas existem variações desta data assustadora em outras partes do mundo. Neste post, confira a nossa seleção dos principais destinos para celebrar o Halloween pelo mundo. 

 

Salem 

Vista aérea do centro histórico de Salem

O primeiro destino tenebroso está localizado no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos. Salem é conhecida como a Cidade das Bruxas. Só o nome já é atrativo para a festa, hein? Mas o nome, na realidade, não tem relação com o Halloween. 

 

Em 1692, grande parte da população da cidade desenvolveu medo e a superstição de que estavam ameaçados por forças demoníacas. Naquele ano, mais de 200 pessoas foram acusadas de bruxaria e 19 foram condenadas à morte, a maioria mulheres. Por mais que os tempos tenham mudado, Salem continuou sendo relacionada às bruxas, e virou um grande ponto turístico durante o Halloween. 

Ilustração sobre o julgamento das bruxas de Salem.

Em qualquer época do ano, os visitantes de Salem se deparam com referências às bruxas, como museus, estátuas e símbolos. Então não é à toa que tantas pessoas viajam para lá no dia das bruxas!

 

O cronograma do Halloween é chamado de Salem Haunted Happenings (Acontecimentos Mal-assombrados de Salem), que acontece desde 1982. Existem muitas opções de turismo para esta data, como museus, locais temáticos, restaurantes e trajetos.

 

Museus

 

Há várias opções de museus para quem quer conhecer melhor a história e levar bons sustos! Um dos mais famosos é o Salem Witch Museum (Museu das Bruxas de Salem). Ele retrata o julgamento das bruxas, com cenários em tamanho real, com 13 setores muito bem elaborados.

 

Depois, os visitantes têm acesso a uma exposição que tenta explicar os acontecimentos e seus desdobramentos, com análises sobre o significado do termo “bruxa” e as mudanças dos estereótipos ao longo do tempo. 

 

Não deixe de visitar os museus em Salem!
Créditos: Salem Witch Museum

 

Que tal visitar a casa de uma das pessoas julgadas? The Witch House (A Casa da Bruxa) é a única casa de Salem que manteve a estrutura do século XVII, período do famoso julgamento. Você pode ver os móveis, objetos e todo acervo da família. 

 

The Witch House é um dos pontos mais frequentados em Salem

Você também pode visitar um cemitério: o Charter Street Cemetery (Cemitério da rua Charter), o mais antigo de Salem. Algumas das lápides são das bruxas acusadas e de pessoas marcantes na história de Salem. Dá um pouco de arrepio, mas é uma experiência diferente!

Há lápides anteriores ao ano de 1637.

Casas mal-assombradas

 

Que tal levar uns bons sustos? Teria coragem de ir a uma casa subterrânea? O Gallow Hills é uma atração no subsolo na cidade, com muitos efeitos sonoros e cenários assustadores. Cada cômodo é uma surpresa e você nunca sabe o que vai encontrar. 

 

Outra atração é Chambers of Terror (Câmaras do Terror). Nele você vai se deparar com muitos monstros pelo caminho. A atração dura apenas sete minutos, e os visitantes afirmam que são os sete minutos mais apavorantes da vida!

 

Transilvânia

 

Imagine passar o Halloween no Castelo do Drácula?! Transilvânia é o destino perfeito para você! 

Transilvânia é uma região da Romênia muito associada às lendas dos vampiros e ao livro Drácula. Com arquitetura predominantemente gótica, é o melhor cenário para o dia mais assustador do ano! Além do castelo do personagem de Bram Stoker, outros dois lugares muito populares são a Igreja Negra de Brasov e o Castelo de Corvin. 

 

Castelo do Drácula

O Castelo de Bran, mais conhecido como a residência do Drácula, é uma edificação histórica, construída em 1212 em estilo neogótico. O local foi habitado por Vlad III, mais conhecido como Vlad, O Empalador. O motivo do apelido é sinistro. Dizem que ele empalou e matou vários inimigos. As histórias sobre essa figura teriam inspirado Bram Stoker a escrever o romance. Ele não era um vampiro, claro! Mas os relatos de eventos bem sanguinários envolvendo Vlad instigaram a imaginação do autor. 

 

Já se vão séculos desde as atrocidades que aconteceram no lugar. Ele atualmente é um museu onde você pode fazer visita guiada em qualquer época do ano. No Halloween, a programação é especial e ainda mais completa. As atrações envolvem um tour noturno pelo castelo, jantar e festa de Halloween. As pessoas usam fantasias bem criativas, o que torna a experiência ainda mais legal! 

As fantasias fazem parte do evento!

 

Sighișoara

 

Sighișoara também é um ótimo lugar para passar o Halloween. No romance de Drácula, foi onde o vampiro nasceu. A cidadela por si só já é o cenário perfeito para o Dia das Bruxas. Ruas estreitas, construções góticas e o ar medieval já se encarregam dos arrepios. 

 

Em 31 de outubro, há uma programação especial. Acontece uma super festa, com shows, jantar tradicional e fantasias elaboradas. Outra opção bem diferente para o Halloween! 

Sighișoara chama atenção pela arquitetura

 

Pátzcuaro

 

Em Pátzcuaro, no México,  a viagem não é para o Halloween, e sim para o Dia de Los Muertos. A celebração acontece nos dias 1° e 2 de novembro, e, ao contrário do Dia das Bruxas, não tem nada de assustador! 

 

A tradição, de origem indígena, é  baseada na crença de que os mortos voltam para a Terra uma vez por ano para visitar os familiares. É dia de honrar os antepassados e demais pessoas que já faleceram. Os mexicanos vivem o período com a preparação do altar dos mortos, com muitas flores coloridas e velas, e  as oferendas.  

Toda a cidade de Pátzcuaro recebe os preparativos para o Dia de los Muertos

 

Altares

 

Uma das partes mais importantes do Dia de Los Muertos são os altares. Além de ser significativo para quem ornamenta os pequenos templos, a festa mexicana, com seus costumes e crenças, ganha o interesse de turistas. 

Nos altares são colocadas comidas e objetos que os falecidos gostavam.

 

Os altares têm vários elementos pertencentes à tradição e têm significados específicos. As oferendas (ofertas) são presentes dados aos falecidos. O tipo de oferta que se coloca nos altares varia em cada região do México. Geralmente é colocado o que a pessoa gostava, como a comida favorita e objetos. É uma maneira de mostrar amor aos que se foram!

 

Também é comum proteger a alma do falecido com um pratinho de sal. Também se deposita um copo de água para matar a sede de quem se foi e deixá-lo mais forte para retornar ao plano dos mortos. As velas servem de guia no caminho enquanto o incenso é usado para purificar a alma e espantar os espíritos ruins. 

 

Outros elementos comuns são tranças e dobraduras, feitas com papel de seda laranja e roxo. Elas simbolizam a união entre a morte e a vida. Flores também são usadas para enfeitar o altar. A mais comum é a cempasúchil, conhecida como a flor da morte. Ela é conhecida por guiar a alma dos mortos.

 

Quando você pensa no Dia de Los Muertos mexicano já recorda das caveiras? Elas representam o morto e, por isso, são muito importantes. Você sabia que muitas delas são produzidas de açúcar e chocolate? As crianças podem até comer essas caveiras das festas. Claro, esse é um momento muito esperado por elas! 

Caveiras feitas de açúcar fazem a alegria das crianças.

 

Pão dos mortos

 

O pan de los muertos (pão dos mortos) faz parte da tradição e também fica no altar. A receita é de um pão doce, com a massa modelada no formato de uma caveira. Um dos ingredientes é a casca de flor de laranjeira, usada para recordar o falecido.

O pão dos mortos é coberto por açúcar e distribuído nas ruas.

 

Este pão serve tanto de alimento quanto para consagração, e não pode faltar. Além da importância cultural, é muito delicioso! Os mexicanos podem comer depois de todas as celebrações, quando consideram que a pessoa homenageada está satisfeita. 

 

La Catrina

 

La Catrina é um esqueleto de uma mulher da alta sociedade, vestida com roupas e adornos luxuosos. Um dos elementos mais importantes é um grande chapéu, usado para distinguir a classe alta entre os séculos XIX e XX.

 

O significado é bem interessante: representa que todas as pessoas são iguais quando morrem e as diferenças sociais não importam. 

Você verá Las Catrinas por muitos lugares.

 

Ela foi criada pelo ilustrador mexicano José Guadalupe Posada. A popularidade veio com um mural pintado por Diego Rivera, chamado “Sonho de um Domingo à Tarde no Parque Alameda”, pintado em 1948. Na cidade ocorre o grande desfile de Catrinas. 

 

Programação

Um dos momentos mais interessantes do Dia de Los Muertos é a procissão. Canoas com velas, comidas e bebidas são colocadas no lago. Serve para dar boas-vindas aos que chegam do reino da morte para visitar os parentes. Tudo acontece com música e muita alegria. 

Ao longo do feriado, o clima é bem alegre. Os mexicanos festejam com homenagens à morte, porque, para eles, para morrer tem que existir. É uma honra receber uma vez por ano os entes amados que já se foram. Na crença indígena, de onde se origina parte da tradição, não existe céu ou inferno. Quando as pessoas morrem, vão para um plano diferente e retornam anualmente para fazer uma visita. 

Por toda Pátzcuaro, especialmente no centro histórico, você verá as homenagens, feirinhas com comidas e objetos tradicionais e danças típicas. É tempo de festejo e muito respeito, lembre-se disso! 

A visita ao cemitério, depois da meia-noite, também faz parte da programação. Por mais macabro que possa parecer, na cultura mexicana é outro momento bem alegre. As pessoas decoram os túmulos com flores, velas e comidas, com direito a música, dança e tequila. 

Os mexicanos decoram os túmulos dos entes queridos.

Muitos turistas gostam de ir ao cemitério para conhecer melhor o rito, o que para os mexicanos é algo bem tranquilo. Eles têm orgulho das tradições e gostam de mostrar as suas raízes. Caso queira tirar uma foto, não se esqueça de pedir permissão. Mesmo que sejam receptivos, ainda sim é um momento bem íntimo para a família. 

Por mais que seja muito diferente do Halloween, as duas festas têm algo em comum. No México as crianças também se fantasiam e percorrem a vizinhança pedindo doces de porta em porta. Para a criançada é sempre tempo de muita diversão!

 

Independente do destino, a dica mais importante é se abrir para a experiência e tentar entender um pouco a cultura local! Qual desses destinos famosos no Halloween mais combina com você? Bora planejar esta viagem “assustadora”? 

 

Veja também sobre

Drones

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!